hash-guinzo

Esse conteúdo explica como é feito a proteção do documento quando é assinado eletronicamente pelo Portal do Guinzo-AssinaDocs.

Para saber mais o que é assinatura eletrônica, clique aqui.

Como o documento é protegido?

Utilizamos o hashing – algoritmo SHA-256 – para proteger a integridade de Documentos. A verificação baseada em hashing assegura que um arquivo não foi alterado, ao comparar o valor de hash do arquivo com um valor previamente calculado.

Se você tentar fazer hashing de um documento com apenas uma pequena diferença do documento original, o resultado do hash SHA-256 deve ser totalmente diferente. 

Tecnicamente falando, funções hash criptográficas são operações matemáticas executadas em dados digitais; comparando o hash computado (a saída de execução do algoritmo) a um valor de hash conhecido e esperado, uma pessoa pode determinar a integridade dos dados.

Por exemplo, calcular o hash de um arquivo baixado e comparar o resultado com um resultado hash publicado anteriormente pode mostrar se o download foi modificado ou adulterado, sendo que ninguém deve ser capaz de encontrar dois valores de entrada diferentes que resultam na mesma saída de hash.

E o que isso interfere no Portal do Guinzo-AssinaDocs?

Ao assinar eletronicamente um documento dentro do Portal Guinzo-AssinaDocs, o sistema irá gravar o documento original e a partir desse documento irá fazer o hashing que gerará um número de verificação. Esse número é único e é um validador que indica que o documento original não foi alterado.

Fizemos uma ferramenta que gera o hashing. Isso quer dizer que essa ferramenta valida se o documento original foi alterado sim ou não, pois há possibilidade de comparar com o número informado no documento assinado eletronicamente com o número gerado pela ferramenta.

Acesse o link e faça o teste: